Me constranja com teu amor Yeshua
Á
Átrio dos Gentios
Removendo a poeira secular
     
 
Igualmente o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que
apanha toda a qualidade de peixes.

E, estando cheia, a puxam para a praia; e, assentando-se, apanham para os
cestos os bons; os ruins, porém, lançam fora.

Assim será na consumação dos séculos: virão os anjos, e separarão os maus de
entre os justos,
                                                                                                            Mt 13 47, 49  
 
     
 
Um grande momento, um momento único, e cá estamos nós, faceando a realidade, não porque a
queremos, não porque a suportamos, mas porque não há mais muito a fazer nem para onde correr.

Não será o hábito, não será a forma, não serão as aparências. Não haverá caverna, nem clube,
nem igreja, nem dinheiro, nem tribo, nem qualquer coisa que possa dar a nossa alma algum alento.

Nenhuma certeza. É chegado o momento das dúvidas e felizes os que as suportam e delas se
enamoram e se maravilham com as incertezas da vida, que não desejam respostas prontas.

E suportando, não sucumbem, "combatem" na alma, com fé, não a fé dos outros, muito menos a
dos tolos, a fé pronta. Resistem com a determinação íntima que é concedida por Aquele que
pagou o preço.

Isto é dom de D´us, não de homens. Este é o trabalho de Yeshua em nós e é maravilhoso aos
nossos olhos.

Seremos finalmente separados... Não mais pelo acaso, pela sorte, não mais pelas convicções,
nem pelas conveniências ou oportunidades.

Seremos separados pela misericórdia que brotará em tempos difíceis, como diz a Bíblia, "na
aflição se faz o irmão".

Um tempo de separação nos espera, e por fim saberemos quem somos, saberemos que são
aqueles que são nossos, como nós, conosco, aqueles que muitas vezes pareciam distantes,
pareciam adversários, oponentes, aqueles a quem não dávamos atenção alguma.

Como diz a música, "lágrimas familiares em estranhos olhos".

Um tempo de separação, de resistir àqueles que são próximos, mesmo sangue, mesma religião,
mesmo país, mesma volição, mesmo círculo de convicções.

Resistir aqueles que quererão o bem deste mundo, aqueles que não querem resistir ao vento que
vai soprando cada vez mais forte, ameaçando no horizonte, com suas próprias regras, com sua
assertividade cínica, debochada e sanguinária.  

Enfim, às portas de dois mundos que sempre estiveram juntos, mas que terão destinos diferentes
e veremos tudo isso, viveremos todas estas coisas.

E o que tens feito, como te preparas para dias assim?

Marcos Mingra
 
     
Todos os Direitos Reservados
É permitida a reprodução do conteúdo deste "site" desde que citada a fonte.
Pede-se, ainda, enviar informações sobre esta citação ao Átrio pelo e-mail: acesso.atrio@gmail.com.