Resistência
     
 
"No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o
temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor."

                                                                                   1 Jo 4, 18
 
     
 

O contrário do amor

O contrário de amor, não é ódio, nem mesmo desprezo. O contrário do amor, na bíblia, é medo.

Medo do que?

Não é da morte, não é da dor, não é da perda, pois morremos, sentimos dor e perdemos, tudo a
seu tempo, mas sim, é medo de tudo isso, isso juntamente com mais outras coisas.

É da solidão, é do desprezo, é da perseguição. Mas é tudo junto. Este e o condão passível de
manipulação. É estar em um labirinto com um monstro, é o bullying, é a ameaça, é o
desnudamento, é a exposição, mas é tudo junto, pacote completo por quem "mais" nos conhece.

E, por fim, da culpa, de uma culpa atemporal, a ponta do condão.

Não nos conhece necessariamente, conhece o condão, o condão é igual a todos.

Sob ameaça, homens deixam amores, família, relacionamentos, compromissos com estes, e se
metem a torcidas organizadas, clubinhos, sexo, cervejas, passatempos...

Mas fogem mesmo?

E volta a pergunta, medo do quê? Qual é teu medo?

A Palavra diz que somos dominados por um pequeno verme. Assim como uma vulnerável barata
põe a correr alguém com mais poder que ela, assim, este verme atua no homem, por homem, é o
ser masculino mesmo.

Postergamos nossas lutas contra este verme, porque este nos ameaça tirar tudo, nos ameaça à
exposição de nossa vergonha mais íntima, nos ameaça com aqueles que já se entregaram,
preferimos ficar do lado do opressor porque assim ficamos fora do seu raio de ação, mas não nos
damos conta que ficamos mais pertos, mais contaminados deste verme, até nossa força ser
incapaz de lutar contra ele.

"Lembra-te do Senhor nos dias de tua mocidade, antes que venham os maus dias e diga, não
tenho prazer nestes".
                                                                                                       Ec 1, 1

A ação deste é a mesma do bullying, sua face mais escancarada... E há tantas outras, ameaças de
perder emprego, de sofrer violência, doenças, escárnio, de sermos devassados, quando talvez
fosse nosso melhor remédio, acabar logo com isso, aniquilando-se sob condição controlada,
quando ainda se é forte. Mas... O medo sempre nos acompanha, não é mesmo?

Amar é se importar a tal ponto que toda a dor da perda não é suficiente para evitar o outro. É
amar a dor da inevitável perda como preço de saber o outro e deixar que a compaixão nos cure.

A profundida do outro nos revela. É disso que temos medo, é desta perda, de perder a ilusão do
que somos e, desta estratégia, o verme tira nossas forças.

E nisto Jesus é único e contundente.

"Quem quiser salvar sua vida perdê-la-á, mas que perde-la, em favor de mim (desta realidade
que se opõe à mentira) salvá-la-á".
                                                                           Mc 8, 35

Não se engane, seu futebol, seu passatempo, suas escapadas, suas distrações, são fugas. Há
uma luta "lá fora" e você sabe disto, sempre soube.

Do que você foge?

Marcos Mingra


 
     
Todos os Direitos Reservados
É permitida a reprodução do conteúdo deste "site" desde que citada a fonte.
Pede-se, ainda, enviar informações sobre esta citação ao Átrio pelo e-mail: acesso.atrio@gmail.com.
  • cartier bracelet replica
  • cartier love bracelet replica
  • cartier love ring replica
  • cartier love bracelet replica
  • cartier love bracelet replica
  • christian louboutin outlet online
  • christian louboutin outlet online
  • christian louboutin replica
  • christian louboutin replica
  • christian louboutin outlet online
  • cartier bracelet replica
  • cartier bracelet replica
  • cartier bracelet replica
  • cartier bracelet replica
  • cartier bracelet replica